1. Home
  2. /
  3. Cirurgia Metabólica, Notícias
  4. /
  5. Bahia fará cirurgia metabólica...

Bahia fará cirurgia metabólica para o tratamento do Diabetes Tipo 2 pelo SUS

Cirurgia Metabólica / Notícias

O Hospital Metropolitano em Lauro de Freitas – que está sendo construído em Salvador e será um dos maiores da Bahia – irá realizar cirurgias 120 cirurgias metabólicas por ano para o tratamento de Diabetes Tipo 2 pelo Sistema Único de Saúde (SUS) .

O anúncio foi feito nesta terça-feira (16), pelo secretário de Saúde da Bahia Fábio Vilas-Boas, após reunião com o presidente da Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica (SBCBM), cirurgião baiano, Marcos Leão Villas Bôas. O objetivo do encontro foi discutir estratégias para melhorar os indicadores de cirurgia bariátrica e metabólica no estado.

Para Marcos Leão Villas Bôas, da SBCBM, a iniciativa do secretário de propor a realização de 10 cirurgias metabólicas por mês pelo SUS é inédita e muito importante para a melhoria da qualidade de vida dos pacientes.

“Ficamos muito felizes com a possibilidade do tratamento ser inserido no sistema público da Bahia. A  cirurgia metabólica no contexto do SUS visa diminuir a mortalidade de pessoas  que além de ter uma doença grave, têm dificuldade de acesso para ao acompanhamento médico endocrinológico e aos tratamentos mais modernos para o tratamento do Diabetes”, afirmou Marcos Leão.

O presidente ofereceu apoio da SBCBM para que, em parceria com o Centro de Referência Estadual para Assistência ao Diabetes e Endocrinologia (CEDEBA) da Bahia, seja montado um protocolo para inclusão dos pacientes no atendimento, bem como a linha de cuidados que deverá ser operacionalizada nos próximos meses.

A CIRURGIA METABÓLICA – A obesidade é um fator de risco para o desenvolvimento do Diabetes Tipo 2.  Mais de 80% dos pacientes com DMT2 estão acima do peso. No Brasil, a Cirurgia Metabólica, regulamentada pelo CFM, passou a ser indicada como opção no tratamento  diabetes mellitus Tipo 2 (DMT2) para pacientes que possuem Índice de Massa Corporal entre 30 Kg/m2 a 35 Kg/m2.

O presidente da Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica (SBCBM), Marcos Leão Vilas Boas, destacou que além de controlar o peso, a cirurgia metabólica controla a glicemia, a dislipidemia, a pressão arterial.

“A cirurgia impacta na secreção de hormônios produzidos no estômago e intestino, no metabolismo dos ácidos biliares, no gasto energético e outros”, declarou Marcos Leão.

O Diabetes Tipo 2 é visto pelos especialistas como uma epidemia global. Devido a escassez de sintomas na fase inicial da Diabetes, cerca de 50% dos pacientes  desconhecem o problema, e pelo menos a metade dos pacientes que estão em tratamento não atingem um controle adequado dos seus níveis de açúcar no sangue

CIRURGIA NA BAHIA – Ao todo, 300 mil pessoas são elegíveis para o tratamento cirúrgico da obesidade na Bahia, que conta com uma população de 15 milhões de habitantes e 19% de prevalência da obesidade. Dados da Pesquisa de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel), de 2017, apontaram em Salvador, que 53% dos habitantes estão com excesso de peso e 19,5% obesos.

Anualmente são realizadas cerca de 3 mil cirurgias bariátricas por ano na no estado, sendo apenas 23 procedimentos pelo SUS, conforme dados de 2018 do Ministério da Saúde.  Já a Secretaria de Estado da Saúde, por meio do CEDEBA, realiza cerca de 130 cirurgias por ano.

O HOSPTITAL – O Hospital Metropolitano de Lauro de Freitas está sendo construído em uma área de mais de 100 mil metros quadrados contará com três andares, 265 leitos, sendo 55 de Terapia Intensiva (UTI), o hospital será de grande porte.

A rede atenderá casos de urgência e emergência, beneficiando o município e toda a Região Metropolitana. A previsão é de o Hospital seja inaugurado em dezembro.