Notícias

  1. Home
  2. /
  3. Notícias, Notícias Destaque
  4. /
  5. Cirurgia bariátrica e metabólica...
Notícias / Notícias Destaque

Cirurgia bariátrica e metabólica entra na pauta da Câmara Federal

Cirurgia bariátrica e metabólica entra na pauta da Câmara Federal

A cirurgia bariátrica e metabólica entrará na pauta de discussões da Câmara Federal nos próximos meses. Isso porque serão realizadas reuniões e audiências para debater a ampliação da cirurgia bariátrica por videolaparoscopia e a cirurgia metabólica para pacientes com Diabetes Tipo 2.

A proposta surgiu do encontro entre a diretoria da Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica (SBCBM) e representantes das comissões e frente parlamentar da saúde. O objetivo foi discutir a ampliação  do atendimento aos pacientes com obesidade e doenças associadas.

Além do presidente da SBCBM, Marcos Leão Vilas Boas, estiveram nesta terça-feira (30), na Câmara dos Deputados, o vice-presidente executivo da SBCBM, Luiz Vicente Berti e a tesoureira da SBCBM, Galzuinda Maria Figueiredo Reis .

A diretoria da SBCBM esteve com o deputado federal Antônio Brito (PSD- BA), que acaba de assumir a Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara.

Já em reunião com a deputada federal Carmen Zanotto  (PPS- SC), foi definida a realização de audiências públicas, nos próximos meses, para debater a ampliação da cirurgia bariátrica por videolaparoscopia  e a cirurgia metabólica para pacientes com Diabetes Tipo 2.

A cirurgia bariátrica por videolaparoscopia foi incorporada nos procedimentos realizadas pelo SUS – Sistema Único de Saúde, em 2017, pela portaria n° 5, de 31 de janeiro. No entanto apenas 4,72% das cirurgias feitas pelo SUS são realizadas por vídeo.

Entre as vantagens da cirurgia por vídeo, comparado com a cirurgia aberta, estão menor tempo de internamento, diminuição do risco de hérnias e infecção da ferida cirúrgica, diminuição do risco de complicações pulmonares, menor dor pós-operatória e retorno mais rápido às atividades diárias.

Já a cirurgia metabólica, também regulamentada em 2017 pelo Conselho Federal de Medicina (CFM), passou a ser indicada para o tratamento de pacientes com Diabetes Tipo 2 e IMC entre 30.0 kg/m² e 34.9 kg/m², sem resposta ao tratamento clínico convencional.

“Precisamos informar as entidades e aos pacientes que estes procedimentos podem melhorar a qualidade de vida, reduzir custos e mortalidade”, informou Marcos Leão.

A deputada Carmen Zanotto – que é presidente da Subcomissão Permanente de Saúde e presidente da Frente Parlamentar Mista da Saúde – disse que novas tecnologias no SUS estão acontecendo e é preciso garantir o acesso aos pacientes obesos e com diabetes tipo 2.

“Receber a Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica é um prazer. Na condição de presidente da subcomissão de Saúde na Comissão de Seguridade Social e Família e na Frente Parlamentar Mista de Saúde, ouvir os especialistas é fundamental para compreender as dificuldades que os nossos pacientes têm para ter acesso a alguns procedimentos”, afirmou a deputada.

Segundo ela, garantir as cirurgias metabólicas dentro desses procedimentos é muito importante.

“Nós vamos continuar dando andamento no que discutíamos na legislatura passada com a Frente Parlamentar do Diabetes fortalecendo agora outros pautas importantes para a saúde no Brasil como estes que a SBCBM nos trouxe. Vamos discutir na Câmara estes temas e avançar ouvindo os especialistas da área”, reforçou.

----->
Kigurumi Brasil - Pijamas e Pantufas