Blog

  1. Home
  2. /
  3. Notícias, Obesidade, Pós-Operatório, Pré-Operatório
  4. /
  5. Cirurgia bariátrica não é...

Cirurgia bariátrica não é mágica: resultados dependem de comprometimento

Notícias / Obesidade / Pós-Operatório / Pré-Operatório
Cirurgia Bariátrica não é mágica: sucesso do tratamento depende do comprometimento do paciente.

Cirurgia Bariátrica não é mágica: sucesso do tratamento depende do comprometimento do paciente.

A cirurgia bariátrica é um tratamento cirúrgico capaz de devolver a saúde e a qualidade de vida para muitas pessoas que sofrem de obesidade e não conseguem reduzir o peso por meios clínicos, como prática regular de exercícios físicos, dietas ou medicamentos.

 

Passar por um procedimento cirúrgico e emagrecer muitos quilos rapidamente pode parecer mágica, mas não é.

 

Pacientes e candidatos ao tratamento cirúrgico da obesidade que desejam ter sucesso e resgatar sua saúde devem trilhar um caminho muito exigente e, algumas vezes, frustrante. Portanto, quem acredita na “mágica do emagrecimento” pode não ser um bom candidato a uma cirurgia bariátrica.

 

É comum encontrar pessoas que simplesmente acreditam que o procedimento irá resolver todos os seus problemas de saúde, sem efeitos colaterais ou comprometimento. Isto é um perigo: pacientes que se submetem a cirurgias bariátricas devem saber, com clareza, o que envolve ser um “bariátrico”.

 

A primeira atitude que um candidato ao procedimento deve ter é uma conversa muito sincera consigo mesmo. Contar com o auxílio de um psicólogo para isso é fundamental, mas nada impede de fazer um exercício, respondendo as perguntas abaixo:

 

1- Já pesquisei o suficiente para estar bem informado sobre os prós, contras e riscos envolvidos no tratamento cirúrgico da obesidade?
2- Estou preparado para adotar um novo estilo de vida, adequando meus hábitos e pensamentos ao meu novo organismo?
3- Terei comprometimento e motivação para praticar exercícios físicos, manter uma alimentação saudável e fazer seguimento médico pelo resto da vida?

 

A partir deste ponto o candidato deve começar a procurar auxílio médico e de especialistas associados ao tratamento, como psicólogos, nutricionistas e educadores físicos, para dar os primeiros passos.

 

O comportamento típico de uma pessoa despreparada para passar por uma cirurgia bariátrica é a frustração por não perder mais peso ou então por reganhar peso. Mas isto é assunto para o próximo texto!