Blog

Diretriz internacional aponta a cirurgia metabólica como opção de tratamento para o diabetes

Cirurgia Metabólica / Diabetes / Imprensa / Institucional / Multidisciplinar / Notícias / Pesquisas

 

Happy specialistDocumento foi elaborado durante o 2º DSS (Diabetes Surgery Summit) e contou com a participação de 45 entidades mundiais que estudam o diabetes, entre elas a Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica

 

Uma diretriz de conduta no diabetes tipo 2 assinada por 45 entidades mundiais que estudam o diabetes, entre elas a SBCBM – Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica, foi publicado ontem (24.05) na Revista Diabetes Care, editada pela ADA – Associação Americana de Diabetes. O documento, elaborado em setembro do ano passado durante o 2º DSS – Diabetes Surgery Summit, em Londres, aponta a cirurgia metabólica como mais uma opção a ser considerada no tratamento do diabetes tipo 2 para pacientes com IMC – Índice de Massa Corporal entre 30 kg/m² e 35 kg/m².

 

“O diabetes vem crescendo vertiginosamente em todo o mundo e a comunidade científica está buscando soluções para combater esse avanço. Sem dúvida a cirurgia metabólica representa uma opção para os pacientes que não conseguem controlar a glicemia elevada com os tratamentos convencionais”, comenta Dr. Josemberg Campos, presidente da SBCBM.

 

Empenhada em intensificar a cirurgia metabólica no Brasil e promover uma mudança de paradigmas no combate ao diabetes, a SBCBM aguarda um posicionamento do CFM – Conselho Federal de Medicina em relação à aprovação da cirurgia para pacientes com IMC a partir de 30 kg/m2. Atualmente exige-se IMC mínimo de 35 kg/m2, com doenças associadas, para a realização do procedimento.

 

Clique aqui para ler o documento publicado na Revista Diabetes Care.

Clique aqui para ler um editorial publicado pela IFSO.

 

“O tratamento do diabetes com a cirurgia metabólica é uma tendência mundial. No Brasil representa uma alternativa eficaz para 5% a 15% dos 13,5 milhões de diabéticos existentes no País. Combatendo o diabetes podemos diminuir a possibilidade de surgimento das doenças associadas como os problemas renais, de visão, circulatórios, entre outros”, explica o Dr. Ricardo Cohen, ex-presidente da SBCBM e o único brasileiro a participar da elaboração do documento, que também destaca que “esta diretriz tem como objetivo colocar a cirurgia metabólica como opção no algoritmo de tratamento do diabetes tipo 2, baseada na severidade da doença”.

 

Números alarmantes

1083-BXEm recente relatório sobre diabetes divulgado este ano a OMS – Organização Mundial da Saúde revelou um crescimento alarmante da doença em todo o mundo. São 422 milhões de adultos convivendo com o diabetes. O número em 1980 era de 108 milhões de pessoas. Comparando os dois períodos, a incidência na população adulta quase duplicou, passando de 4,7% para 8,5%.

 

No Brasil, o número passou de 5% para 8,1% no mesmo período. Em 2014 no Brasil foram 71,7 mil mortes pela doença e mais 106,6 mil óbitos por conta da glicemia elevada.

 

No documento a OMS estima que em 2030 o diabete seja a sétima causa de óbitos no mundo.

 

Sobre a SBCBM

A SBCBM – Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica foi fundada em 1996. Inicialmente batizada como SBCB – Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica, em 2006 a entidade inseriu a palavra “Metabólica” em seu nome, devido à crescente importância da cirurgia metabólica na comunidade médica.

 

Possui atualmente mais de 1,7 mil associados entre cirurgiões e especialidades relacionadas (endocrinologista, cardiologista, educadores físicos, cirurgiões plásticos, fisioterapia, enfermagem, odontologia, fonoaudiologia, nutricionista e nutrólogo e psiquiatra e psicólogo) com representantes no país por meio de capítulos e delegacias.