Notícias

  1. Home
  2. /
  3. Notícias
  4. /
  5. Especialista diz que recidiva...

Especialista diz que recidiva de peso após cirurgia não é sinônimo de falha no procedimento

Notícias

MirasDe acordo com dados da Organização Mundial da Saúde, um número superior a 16 milhões de brasileiros adultos sofre de diabetes. A doença mata 72 mil pessoas por ano no país. O órgão internacional aponta que 422 milhões de adultos em todo o mundo viviam com diabetes em 2014, quatro vezes mais do que em 1980. No mesmo período, a prevalência da doença quase duplicou de 4,7% para 8,5% da população adulta, o que reflete um aumento dos fatores de risco associados, como o excesso de peso, a obesidade e a inatividade física.

Nos últimos anos, a cirurgia metabólica despontou como uma opção para controlar o diabetes tipo 2. Esse procedimento foi um dos assuntos discutidos em uma mesa-redonda composta por especialistas da Sociedade Brasileira de Diabetes durante o segundo dia XVIII Congresso Brasileiro de Cirurgia Bariátrica e Metabólica, em Florianópolis.  O médico Alexander Miras, professor Clínico em Medicina Metabólica no Imperial College de Londres, participou como convidado e foi um dos destaques da programação.

Miras, que é endocrinologista, confessa que se interessou pela cirurgia metabólica devido aos bons resultados obtidos por essa técnica com relação ao diabetes, algo que ele não conseguia alcançar com tratamentos clínicos. A medida que as técnicas cirúrgicas como by-pass e gastrectomia vertical evoluíam, ele pôde perceber seus efeitos positivos sobre diabéticos, fazendo com que se dedicasse ao assunto.

A recidiva de peso após cirurgias bariátricas também foi um dos assuntos abordados por Miras. Segundo ele, é normal que pacientes reganhem uma porcentagem de peso após o primeiro ano de cirurgia. Ele defende que isso não significa que o procedimento tenha falhado nem que o paciente esteja fazendo algo errado. “Se houver uma recidiva de peso muito rápida, pode estar havendo algo errado. Caso contrário, é preciso considerar um certo ganho de peso como aceitável”, disse.

Relação entre a recidiva de peso após a cirurgia bariátrica e a recorrência de diabetes

Em entrevista para a SBCBM, Miras falou a respeito da relação entre a recidiva de peso após a cirurgia bariátrica e a recorrência do diabetes. De acordo com ele, esse é um assunto bastante difícil de ser respondido porque as pesquisas a respeito apresentam resultados contraditórios. Alguns estudos dizem que pacientes cujo controle glicêmico piora após a cirurgia costumam engordar. Já outras pesquisas dizem que não há relação entre as duas coisas. “Eu diria que a verdade está em algum lugar no meio do caminho. Isso significa que em alguns pacientes cujo fator motivador do diabetes é o peso e que apresentam recidiva de peso, pode ser que haja uma correlação entre os dois fatos”, analisa.

Miras explica que em pacientes cujo fator provocador principal do diabetes não é o peso, mas outros problemas (como secreção de insulina ou sensibilidades à insulina), a recidiva de peso pode não ser o principal fator para a volta da doença. “Então você precisa tratar esses dois grupos de pacientes de formas diferentes. No tratamento para o primeiro grupo, cuja recidiva de peso é o motivador da recorrência de diabetes, o foco deve ser a perda de peso. Já para o outro grupo de pacientes, deve-se concentrar no fator fisiológico que estiver causando a piora do controle glicêmico”, conclui.

O médico também aproveitou para falar sobre suas impressões a respeito do congresso. “Eu me surpreendi bastante com o grande número de participantes do Brasil e de vários outros países. A relevância deste evento é que os profissionais vêm para se atualizar a respeito das técnicas mais recentes para o combate da obesidade e do diabetes. Isso é importante para quem começa a lidar com o assunto e ainda mais importante para médicos veteranos. Aqui eles podem entrar em contato com o que há de mais novo nesse campo, aplicando o que aprenderam no tratamento de seus pacientes. O maior benefício em congressos como este é o compartilhamento de novos conhecimentos científicos e clínicos”, finaliza Miras.

O XVIII Congresso Brasileiro de Cirurgia Bariátrica e Metabólica vai até sábado (07), no Centrosul, em Florianópolis. O evento é promovido pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica (SBCBM).

 

Por Gabriel Rocha

 

Segunda à Sexta | Rua Maestro Cardim, 560 - cj. 165 - CEP 01323-000 | São Paulo SP
Whatsapp: 11 9.9477.9049| T + 55 11 3284 6951 | 11 3284 8298 | contato@sbcbm.org.br

Mapa do site

Acessar