Blog

  1. Home
  2. /
  3. Institucional, Notícias
  4. /
  5. Homens demoram mais do...

Homens demoram mais do que mulheres a buscar cirurgia bariátrica

Institucional / Notícias
Demora na busca pela cirurgia bariátrica aumenta complicações decorrentes da obesidade.

Demora na busca pela cirurgia bariátrica aumenta complicações decorrentes da obesidade.

A obesidade afeta as pessoas independentemente do sexo, mas um estudo da UC Davis, conduzido nos EUA, mostrou que mulheres são quatro vezes mais propensas do que homens a procurarem a cirurgia bariátrica. Por isso, quando pessoas do sexo masculino resolvem optar pelo tratamento cirúrgico da obesidade eles são mais velhos, mais obesos e apresentam mais complicações decorrentes da doença

“É importante que os homens percebam que a obesidade representam um risco grave a sua saúde e expectativa de vida”, afirmou Mohamed Ali, um dos autores da pesquisa e chefe de cirurgia bariátrica na UC Davis. “Um paciente com 45 quilos ou mais acima do seu peso ideal representa um dilema para o tratamento clínico e deveria ser encaminhado a um cirurgião bariátrico”, explicou Ali.

O estudo foi publicado em 2013 na revista “Surgical Endoscopy”. Os pesquisadores coletaram informações de 1.386 pacientes entre 2002 e 2006, sendo que 82% eram mulheres.

Pessoas de ambos os sexos participantes apresentavam propensão a ter problemas associados à obesidade, como hipertensão, apneia do sono, colesterol alto, refluxo gastrointestinal, dores nas costas depressão e síndrome metabólica, uma combinação de fatores que eleva o risco de doenças cardiovasculares.

 

No entanto, houve diferenças entre homens e mulheres participantes. Os do sexo masculino:

– Tinham mais complicações relacionadas ao peso em um grau maior de seriedade;

– Eram mais propensos a ter hipertensão, diabetes, apneia do sono e síndrome metabólica.

– Tinham IMC maior e chances aumentadas de obesidade grau IV;

– Eram em média dois anos mais velhos do que as mulheres e com chances maiores de terem mais de 50 anos.

 

Apesar dos benefícios da cirurgia bariátrica, com redução de peso, qualidade de vida, saúde, ganhos psicossociais e de expectativa de vida, Ali afirma que todos os cirurgiões bariátricos devem avaliar e buscar equilíbrio entre estes melhoras potenciais e os riscos pós-cirúrgicos dos pacientes.

 

“O risco seria muito menor se homens obesos fossem indicados a um cirurgião bariátrico antes do desenvolvimento de complicações sérias”, explicou o pesquisador. Este estudo é considerado o primeiro conduzido nos EUA a avaliar as disparidades com base no gênero das pessoas que buscam pela cirurgia bariátrica.

 

Com informações do Obesity Help. Leia o original aqui.

Foto sob licença Creative Commons.