Notícias

  1. Home
  2. /
  3. Imprensa
  4. /
  5. Manter uma boa saúde...

Manter uma boa saúde bucal contribui com resultados positivos na cirurgia bariátrica

Imprensa

A plena função mastigatória no período pós-operatório é fundamental para a nova capacidade estomacal do paciente

 

7Além de auxiliar na perda de peso, promovendo melhor qualidade de vida ao paciente, a cirurgia bariátrica contribui muito com o combate às doenças associadas como diabetes, hipertensão, dislipidemia, apneia do sono, doenças ortopédicas entre outras. É sabido que os bons resultados dependem em boa parte da disciplina do paciente aliada a uma equipe multidisciplinar composta por profissionais de diversas áreas, que darão todo acompanhamento e suporte ao operado, de acordo com cada caso.

Entre nutricionistas, psicólogos, endocrinologistas, cardiologistas, cirurgiões plásticos e fisioterapeutas, uma especialidade vem crescendo em sua atuação principalmente na avaliação e período pré-operatório: a odontologia. O alto consumo de carboidratos e açúcares aliados a uma higiene bucal deficitária são fatores determinantes de problemas como cáries, problemas de canal e periodontais (osso e gengiva) podendo levar a futuras extrações dentárias e consequente perda da função mastigatória. O diabetes, doença comumente associada à obesidade, favorece o desenvolvimento da doença periodontal com acentuada perda de dentes.

“Com problemas deste tipo o paciente não poderá mastigar e triturar bem os alimentos, condição mínima e necessária para a nova capacidade estomacal. Além disso, o aproveitamento dos alimentos também fica comprometido e o paciente pode perder importantes fontes de nutrientes que não serão bem absorvidos pelo organismo”, explica o Dr. Ricardo Bruno Ventre, odontologista e presidente da COESAS – Comissão de Especialidades Associadas, da SBCBM – Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica.

O tratamento começa com orientação ao paciente sobre bons hábitos de higienização bucal. Boa parte dos problemas orais podem ser resolvidos dessa maneira. Quando não for possível, já existem avançadas técnicas para serem utilizadas nas mais diversas situações como raspagens de cálculos, tratamentos cirúrgicos, implantes dentários entre outros. “Devolver a saúde bucal, significa devolver qualidade de vida, já que ele necessitará das plenas funções mastigatórias no período pós-operatório”, salienta Dr. Ricardo.

Dicas para antes da cirurgia

•    Procurar um profissional de sua confiança, ou da equipe multidisciplinar que verificará as condições de saúde oral.
•    A avaliação inicial deve levar em conta a presença de cáries, focos de infecção (problemas periodontais e endodônticos), extrações e ausências dentárias.
•    Seguir com disciplina todas as recomendações passadas.
•    Iniciar o tratamento dentário assim que qualquer irregularidade for detectada.

Dicas para depois da cirurgia

•    É necessário reaprender a mastigar e triturar os alimentos devido à nova condição estomacal, muito reduzida. Proteínas e carnes são a base da alimentação no pós-operatório. Boa dentição = boa mastigação para alimentos mais consistentes.
•    Pacientes parcialmente desdentados deverão buscar a reabilitação para a efetiva mastigação.
•    Não descuide! Por ter que fazer refeições com maior frequência e mais prolongadas, pacientes operados podem ter maior risco de cáries. Os dentes precisam estar em ordem, pois serão utilizados de maneira mais efetiva.
•    Usuários de prótese total, devido ao emagrecimento, deverão fazer reajustes. A prótese tende a folgar e dificultar a mastigação.
•    Criar o hábito de consultar o dentista regularmente (duas vezes ao ano). Prevenção é fundamental.

Sobre a SBCBM

A SBCBM – Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica foi fundada em 1996. Inicialmente batizada como SBCB – Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica, em 2006 a entidade inseriu a palavra “Metabólica” em seu nome, devido à crescente importância da cirurgia metabólica na comunidade médica.

Possui atualmente cerca de 1260 sócios entre cirurgiões e especialidades associadas (COESAS – Comissão de Especialidades Associadas – endocrinologista, cardiologista, educadores físicos, cirurgiões plásticos, fisioterapia, enfermagem, odontologia, fonoaudiologia, nutricionista e nutrólogo e psiquiatra e psicólogo) com representantes em todo o país por meio de 14 capítulos (Bahia, Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo) e 10 delegacias (Alagoas, Amapá, Amazonas, Maranhão, Mato Grosso, Paraíba, Piauí, Rondônia, Sergipe e Tocantins).

Mais informações para imprensa:
Target Estratégia em Comunicação
Fone: (11) 3063-0477
Diego Cordeiro – diego@targetsp.com.br
Italo Genovesi – italo@targetsp.com.br
Karina Klinger – karina@targetsp.com.br

Crédito da foto: bookgrl via Compfight cc