Blog

Nota de esclarecimento: Carteirinha de Identificação do Paciente Bariátrico e Metabólico

Cirurgia Bariátrica / Cirurgia Metabólica / Imprensa / Institucional / Notícias

 

CARTEIRINHA-EXEMPLO

Exemplo de Carteirinha do Paciente

Você já ouviu falar da Carteira de Identificação do Paciente Bariátrico? A carteirinha foi criada para facilitar o atendimento adequado de pessoas que passaram por uma cirurgia bariátrica ou metabólica, principalmente em emergências ou em rotinas de diagnósticos. O objetivo é que o documento funcione como um mapa das mudanças promovidas no corpo do pacientes submetidos aos procedimentos.

“A carteira de identificação é uma forma de reunir informações importantes sobre o paciente e contribuir para sua segurança”, explica o presidente da Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica (SBCBM), Dr. Josemberg Campos. Entre os dados inclusos no documento estão o tipo sanguíneo, doenças associadas, o nome do cirurgião, a data do procedimento e a técnica utilizada.

O paciente pode adquirir a Carteira de Identificação junto aos cirurgiões bariátricos associados à SBCBM, que fica responsável pelo fornecimento do documento ao profissional. Portanto, os interessados em ter o documento devem procurar diretamente seus médicos para verificar a disponibilidade. “A SBCBM não emite a carteirinha para pacientes, mas oferece esta possibilidade aos cirurgiões associados que desejem fazê-lo”, explica o presidente da SBCBM.

 

Descontos
Em julho de 2016 a Assembleia Legislativa de São Paulo aprovou um projeto de lei que dá desconto para pessoas submetidas ao tratamento cirúrgico da obesidade de 30% a 50% no valor integral das refeições em restaurantes à la carte e em rodízios. Restaurantes por quilo não fazem parte da lei, que entrará em vigor a partir da publicação no Diário Oficial.

 

O critério utilizado para garantir o desconto é a apresentação de um laudo médico ou da Carteira de Identificação de Paciente Bariátrico e Metabólico atestando que o paciente foi submetido a uma cirurgia bariátrica. Esta situação é válida apenas para o Estado de São Paulo. Outros municípios e estados possuem iniciativas similares, mas o paciente deverá se informar diretamente nos órgãos públicos competentes.

 

“A carteirinha foi criada há mais de cinco anos com o objetivo de identificar os pessoas operadas. Pacientes que pretendem receber os benefícios da nova lei devem procurar seu médico. Se não houver disponibilidade da carteira de identificação, é possível ter em mãos o laudo para comprovar a cirurgia bariátrica”, diz o Dr. Josemberg Campos.