Blog

  1. Home
  2. /
  3. Imprensa, Notícias, Obesidade
  4. /
  5. SBCBM orienta pacientes obesos...

SBCBM orienta pacientes obesos a se vacinarem contra o H1N1 por serem de grupo de risco

Imprensa / Notícias / Obesidade

 

877Pessoas com índice de massa corporal (IMC) maior ou igual a 40kg/m² apresentam maior risco do desenvolvimento de complicações relacionadas à gripe, particularmente H1N1, e por isto devem procurar o médico-cirurgião para realização do pedido médico comprovando sua condição e a necessidade de imunização. No caso de pacientes já operados, o médico deve avaliar a condição clínica para autorizar ou não a imunização.

A temporada de gripe que normalmente inicia junto com o inverno, no mês de junho, começou este ano no Brasil três meses antes. A principal preocupação é com o surto de casos de H1N1, um subtipo do influenzavírus A. Por conta disso, oito Estados decidiram antecipar em algumas cidades a campanha de vacinação, inicialmente programada para começar em 30 de abril.

A vacinação é feita por grupos prioritários, tendo início com profissionais da área de saúde passando por gestantes, idosos, crianças entre 6 meses e 5 anos, mulheres que deram à luz há menos de 45 dias, povos indígenas e portadores de doenças crônicas ou outras que afetem o sistema imunológico. Neste caso, enquadram-se os obesos mórbidos ou grau 3, que são aqueles que possuem o índice de massa corporal (IMC) maior ou igual a 40kg/m². No caso de síndrome metabólica grave ou de diabetes a vacinação também deverá ser realizada.

Para os pacientes que já foram operados deverá ser feita uma avaliação individualizada pelo cirurgião, levando em conta o tempo de pós-operatório, recuperação e a situação das comorbidades com o objetivo de definição do melhor momento para realização da vacina, que deverá ser aplicada de acordo com a solicitação médica.

Vale destacar que a prevenção é sempre o melhor método de evitar qualquer tipo de doença. No caso do vírus da gripe, ações simples como lavar bem as mãos com certa frequência, utilizar álcool em gel e também manter ambientes ventilados, podem inibir muito a transmissão do vírus.